Tuesday, May 09, 2006

Desenvolvimento para onde?

Tinha uma amiga minha brasileira passando um tempo aqui em Houston. Entre uma cerveja e outra me refiro ao Brasil, nas inevitáveis comparações entre aqui e aí, como país de terceiro-mundo. Ela fica chateada comigo, “O Brasil não é terceiro-mundo” e me olha com uma cara de como se eu estivesse cuspindo no prato que comi.

Na hora pedi desculpas e tomei um gole de início de outro assunto. Mas, na verdade a culpa é da Andréa minha professora de geografia. Ela ensinou que os países ricos eram primeiro-mundo, os pobres terceiro e os comunistas pobres segundo. Mostrou um mapa colorido no livro e tudo. Era algo mais ou menos assim. Nesta parte eu estava distraído pintando a Antártida, que não tinha cor nenhuma.

De qualquer modo, minha pergunta é: soa melhor chamar de país pobre? Ou quem sabe subdesenvolvido? Tudo bem, estes nomes eu aceito. Agora, não me venha com: “em desenvolvimento”. Isto me soa tão hipocritamente correto e esdrúxulo como chamar vira-lata de “sem raça definida” ou mendigo de “indivíduo em situação de rua”.

Parece que “em desenvolvimento” foi criado justamente por quem, ao contrário de mim, não se importa com uma melhora no padrão de vida dos brasileiros. Querem deixar o povo inerte. Do tipo “Se acalmem, vão levando a vida que um dia vocês chegam lá”. E nós seguimos contentes. Pobres, mas contentes.

Na minha defesa não vou nem entrar em papos com direito a subjetividades como sociologia ou política. Vamos às ciências exatas. Não há energia suficiente para que todos vivam como se vive nos países ricos.

Então, estamos nos desenvolvendo para onde?

Quem sabe quando todos forem desenvolvidos os habitantes da África, Améria Latina e Ásia andam de carro na segunda, quarta e sexta. Europa e América do Norte: terça, quinta e sábado. No domingo ninguém dirige porque é dia de lançamento de foguete levando lixo para o espaço.

Se você quiser elaborar uma teoria de novas fontes ou melhor uso de energia, boa sorte. Mas por enquanto eu vou fazer um favor para meu país não o enganando e chama-lo de terceiro-mundo.

3 comments:

Tuaregue said...

Num país onde convivem, em constante conflito, uma Bélgica e um Haiti é comum os mais aquinhoados usarem eufemismos do tipo "em desemvolvimento" para um escapismo de suas responsbilidades.

Anonymous said...

What a great site, how do you build such a cool site, its excellent.
»

Anonymous said...

Super color scheme, I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
»