Tuesday, November 27, 2007

Video-Game

Considero jogar video-game uma atividade pra meninada. Talvez porque aquela imagem impregnada em algum canto da mente que vem quando pensamos em algo ainda era de um Atari que meu pai trouxe pra casa quando eu tinha 8 anos. Se bem me lembro a fita que vinha junto era Missile Command. Jogávamos nós quatro lá em casa sem parar. Acho que eu era o melhor de todos, mas pode ser só minha imaginação querendo me fazer acreditar nisto. Meu pai comprou o Atari, sim, legal. Mas também logo estabeleceu que seria uma fita por mês e só. Puxa vida, pai! Aqueles jogos de Atari eram fácil de enjoar. Não tinha locadora naquela época. De qualquer maneira, a cada mês ele comprava um novo jogo no dia do pagamento do seu salário.River Raid, Pac-Man, Frostbite, “Aquele da galinha atravessando a rua” e por aí ia. Depois no futuro tive um Master System, um Mega Drive e finalmente um Super Nintendo. E parou aí. Gerações e mais gerações de sistemas apareceram, mas a imagem cognitiva era a do bom e velho Atari.

Estas memórias habitaram meu consciente nas últimas semanas enquanto considerava se deveria ou não comprar um aparelho de video-game. E era só o começo. Sabia também que ia acabar gostando e isso não seria bom. Já chega as horas de computador diárias no escritório. Agora mais umas horas em casa de uma atividade preguiça?

Encontrei um meio termo. O tal do Wii. Não se é o mesmo que ir pra academia, tá certo. Mas dá para suar um pouco batendo numa bola de tênis virtual ou jogando boliche de mentira.



E quanto a voltar a ser criança... sim acontece e faz bem.

6 comments:

Andressa said...

Sei exatamente oq está falando.... mas o meu caso foi diferente, pois minha mãe nunca me deu um vídeo game por achar que não estudaríamos, então digamos que era um trauma de infância não ter um vídeo game. Comprei o primeiro com 20 anos de idade!
Minha turma de amigos sempre se reúne hoje em dia para jogar vídeo game... passamos madrugadas e madrugadas jogando e bebendo... até que o wii surgiu em nossas vidas e tudo mudou... quer dizer.... mudou um pouco... continuamos bebendo muito... mas agora pelo menos nos exercitamos jogando!!
Já sou "PRO" no boliche e no tênis e o meu Fitness já está com a minha idade, pois comecei com 97 anos!! Terrível aquele fitness!!
Boa aquisição Gú!
Bjocaxx

Mãe said...

Lembro bem desse Pac-Man do video game. Confesso que ficava ansiosa para que chegasse logo o horário de vc e seu irmão irem para a escola, para eu ficar jogando sòzinha até a chegada de vcs e ainda a chegada do teu pai do serviço. Ha! Ha! KKKKKK..RSRSRS...Agora essas modernidades da informática, confesso que estou apanhando um pouco. Mas como Deus é pai e não padrasto, chego lá. Agora tenho tempo disponível e não tenho concorrentes me pressionando. Beijos. Mãe.

"PAI" said...

Lembro do velho Atari, não posso esquecer do Pac Man, que, segundo consta, foi o jogo eletrônico mais jogado no planeta até hoje. Como esquecer que um dia meus filhos foram pequenos e jogavam comigo, joguinhos inocentes? Quanto a estes modernosos "Wii" não tenho nada contra, nem a favor, muito pelo contrário...

Daniel Caron said...

Lopes, que bela lembrança os ataris. Eu pessoalmente nunca tive um. Ia jogar no vizinho. Meu preferido era o River Raid, ou algo assim. Lembra que tinha aquele joguinho do X-Man? Rs. Detonava os joysticks. Na era do Master System eu jogava com os amigos de escola. Só fui ter videogame na era do Nintendo e Super Mário. Mas sempre fui um jogador apenas mediano. Agora, se eu achasse um atari pra vender em boas condições e por um preço razoável... ah! eu comprava na hora.

Abraço Lopes!

"irmão" said...

Lembraças muito boas... passamos muito tempo juntos jogando o velho conhecido Atari... tínhamos uns recodes bem potentes...... Gostei... Não tenho um outro aparelho pois jogo no PC... mas assim que o PS3 baixar o preço... daí eu quero....

CresceNet said...

Oi, achei seu blog pelo google está bem interessante gostei desse post. Gostaria de falar sobre o CresceNet. O CresceNet é um provedor de internet discada que remunera seus usuários pelo tempo conectado. Exatamente isso que você leu, estão pagando para você conectar. O provedor paga 20 centavos por hora de conexão discada com ligação local para mais de 2100 cidades do Brasil. O CresceNet tem um acelerador de conexão, que deixa sua conexão até 10 vezes mais rápida. Quem utiliza banda larga pode lucrar também, basta se cadastrar no CresceNet e quando for dormir conectar por discada, é possível pagar a ADSL só com o dinheiro da discada. Nos horários de minuto único o gasto com telefone é mínimo e a remuneração do CresceNet generosa. Se você quiser linkar o Cresce.Net(www.provedorcrescenet.com) no seu blog eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. If is possible add the CresceNet(www.provedorcrescenet.com) in your blogroll, I thank. Good bye friend.